Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://higia.imip.org.br/handle/123456789/467
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorSiqueira, Aline Vergetti-
dc.contributor.authorBraga, Taciana Duque de Almeida-
dc.contributor.authorSouza, Mayara Lorena de-
dc.contributor.authorLira, Victor Souza Tôrres de-
dc.date.accessioned2019-12-03T13:18:24Z-
dc.date.available2019-12-03T13:18:24Z-
dc.date.issued2015-
dc.identifier.urihttp://higia.imip.org.br/handle/123456789/467-
dc.description.abstractCENÁRIO: Os estilos de aprendizagem estão relacionados à maneira com que cada indivíduo processa a informação que recebe e a forma com que interage e responde ao ambiente de aprendizado. OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi identificar os estilos de aprendizagem de estudantes de graduação em medicina da Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS) e correlacionar com sua adaptação a metodologia de ensino utilizada na faculdade, a Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP), com o estilo de aprendizagem auto referenciado e com o desempenho acadêmico avaliado através do coeficiente de rendimento. METODOLOGIA: Foi realizado um estudo transversal com 204 estudantes de medicina do primeiro e do quinto ano do curso. Após serem informados e aceitarem participar, os estudantes assinaram o termo de consentimento livre esclarecido. Para avaliação do estilo de aprendizagem foi utilizado o questionário VARK© que categoriza os estilos em cinco modalidades: Visual, Auditivo, Leitura-Escrita, Cinestésico e o Multimodal. Foi aplicado ainda um questionário estruturado com perguntas sobre características gerais, estilo de aprendizagem auto referenciado e opinião sobre o método ABP. O coeficiente de rendimento foi obtido na secretaria acadêmica da FPS. RESULTADOS: Através do questionário VARK©, 37,7% dos estudantes foram identificados como auditivos, 31,9% como cinestésicos, 13,2% como multimodais, 11,8% como leitores e 5,4% como visuais. Não houve concordância entre o estilo de aprendizagem identificado pelo questionário VARK© e o estilo auto percebido. Da amostra 66,7% considera que o método ABP atende as suas necessidades e 58,3% prefere o método ABP em relação ao tradicional. O desempenho acadêmico foi maior nos estudantes visuais e menor nos estudantes multimodais. Não foi encontrada associação entre o estilo de aprendizagem pelo VARK© e a adaptação ou preferência pelo método ABP. CONCLUSÃO: Os estilos de aprendizagem variaram entre os estudantes, com predominância do auditivo e esteve associado com o desempenho acadêmico, mas sem associação com estilo auto referenciado e adaptação ao método ABP. O conhecimento dos estilos de aprendizagem é importante para a construção de uma atenção individualizada no planejamento do currículo e da metodologia empregada.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectAprendizagem Baseada em Problemaspt_BR
dc.subjectEducação médicapt_BR
dc.titleEstilos de aprendizagem sob uma perspectiva sensorial aplicando o questionário vark©: um estudo transversal com estudantes de medicinapt_BR
dc.higia.programPIBICpt_BR
dc.higia.tipoPesquisa PIBICpt_BR
dc.higia.pages37 fpt_BR
dc.higia.orientadorBraga, Taciana Duque de Almeida-
Aparece nas coleções:PIBIC / PIC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo PIBIC_ Aline Vergetti.pdf435.72 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.